terça-feira, 15 de maio de 2012

Sombras que nos lembram o porquê de ainda sermos humanos.





Sombras que nos lembram o porquê de ainda sermos humanos.


Foi quando vi.
Lembrei-me do Pink Floyd e o Dark Side of The Moon, álbum que retrata os males da sociedade; males de um ser humano que, falho, cede ao medo e distancia-se cada vez mais de si e do Uno...
Lembrei-me de alguém divagando “a luz cria sombras” e então compreendi.
Não se trata de um alento ante a escuridão inexpugnável que nos sufoca, mas antes de uma mensagem, uma lembrança do que verdadeiramente somos.
A luz não cria sombras, ela as mostra.
Esclarece-nos que o que se vê como escuridão é apenas nossa fraqueza.
Fraqueza que alimenta a ilusão e nos faz pensar viver em um mundo perdido, repleto de indivíduos abomináveis, sem salvação.
Só que... É como eu disse, não passa de fraqueza e ilusão.
Ao menor sinal de luz não se vê mais escuridão, porque em verdade ela não existe, somos seres de luz, filhos da luz, só precisamos aceitar isso.
E aprender com as sombras que nos mostram o quão falhos ainda somos, quanta energia perdemos em nossa existência terrena e quanto nos falta para alcançar o Divino.
Sombras que nos lembram o porquê de ainda sermos humanos.
Caminhar sempre, sem cessar, essa é a sina dos que buscam a iluminação.
Que buscam voltar ao seu estado natural de luz.
E é justamente isso, o reconhecer da existência de tal estado natural, que dá as forças necessárias para empreender tão árdua e penosa empreitada.
A imagem acima me trouxe significância à noite que havia passado e finalmente entendi o presente que a Avó Lua nos deixou.
Uma pena que mesmo ela vindo visitar, alguns netos ainda se achassem muito ocupados para conversar e prestar atenção aos ensinos...

Sono the Idle, 15/05/2012



P.s.: Foi o que pude escrever até agora.
P.s.1: Foto feita no dia 05/05/2012, dia em que a lua esteve mais próximo da terra.
P.s.2: Obrigado Fábio e Isabela pela imagem!
P.s.3: Obrigado Murilo, seu comentário foi essencial para o surgir da Inspiração.

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir